domingo, 22 de janeiro de 2012

Tem uma corda te amarrando a mim?

A sensação de ser causadora da frustação alheia não me atrai nem um pouco.
A sensação de ser responsável pelo incomodo, pela tristeza ou pela insatisfação
dos outros também não.
A sensação de ter alguém junto de mim só porque é difícil mudar esta situação, muito menos.
É difícil, pra muita gente, mudar.
Mas pra mim não, eu posso viver com isso.
Você está vendo alguma corda te amarrando na barra da minha saia? EU NÃO!
Fez a escolha errada, pensou que comigo tudo seria de um jeito e é de outro?
Que pena, você se enganou. Mas há solução pra isso:
faça suas trouxas meu bem, sacuda a poeira e parta pra outra.
"Seja homem" pra deixar de ficar se lamuriando e tome as rédeas da sua vida.
Melhor, deixe de ficar ME culpando pelas desgraças e amarguras da SUA vida.
A vida é sua. Quem faz dela o que é, é você mesmo.
Sou maior de idade, vacinada, graduada e bem decidida.
Vai ser difícil ficar sem você, desmanchar a nossa "convêncão",
mas posso garantir que sobreviverei, e você também.
Vá ser feliz longe que mim, se a condição for esta. Vá.
Mas não me faça sentir raiva de mim por você não ser seja lá o for.
Não me faça carregar um fardo que não me cabe.
Não seja injusto comigo.
MARI
:(

Um comentário:

. disse...

Se você gosta de poesia, visite o meu novo blog http://eduardobarbossa.blogspot.com/
Um grande abraço, estou te seguindo há alguns anos.

Eduardo