domingo, 6 de setembro de 2009

É tudo passageiro...

Quando é que na vida prática eu vou me lembrar definitivamente
de que com excessão do motorista e do cobrador, TUDO É PASSAGEIRO?!
As vezes eu tenho a impressão de que aquela frase é mesmo cheia de sentido:
"não há felicidade plena, há momentos felizes,
cabe a cada um de nós reconhece-los e aproveita-los."
Posso dizer que fui feliz demais, em vários momentos.
Não vou negar, nem ser injusta com a vida.
Mas porque tenho a impressão que alguns momentos infelizes nos
deixam cicatrizes maiores do que gostaríamos?
Porque esses momentos tem a capacidade
de nos atingir- pelo menos momentaneamente- bem mais
que os cheio de alegria e felicidade?
Eu queria mesmo era viver só de momentos felizes e nunca mais me frustar,
mas parece que essa opção realmente não existe.
Parece haver alguma importancia para nossa existência, e particularmente a minha,
a alternancia desses momentos que me pegam sempre de surpresa,
por mais que eu esteja sempre me preparando para ambos.
Quem é que gosta de surpresa ruim? Negativa? Decepcionante?
Pode até haver quem curta, mas essa não é mesmo a minha praia.
Resta fazer como sempre fiz: decidir que rumo dar a essa nova circunstância apresentada.
É como na construção de um roteiro para o cinema: você é apresentado ao problema e depois
tem que desenrrolar a situação, seja lá como for.
Para mim, o que não dá, é ter que ficar sentada ruminando negatividade.
Todo mundo tem o direito de chorar, de ficar triste e de querer sumir,
só não pode passar o resto da vida alimentando essa angústia, essa tristeza.
É preciso agir, virar o jogo.
Desculpem o post melancólico e sem pé nem cabeça...
é que as vezes escrevo aqui também - como algumas pessoas já perceberam-
coisas que EU MESMA preciso ouvir.
É como se minha consciência se comunicasse virtualmente comigo.
Doido não? Só um pouco...
MARI
:?/

2 comentários:

Suellen disse...

Mari, como você disse a vida é mesmo feita de momentos felizes e basta nós aproveitarmos eles. E também sair por cima dessas decepções que sempre rondam nossas vidas.

Beijos minha linda
saudade

Marina-Emer disse...

Gracias por tu cariñosa visita a mi blog y dejarme bellas`palabras...es un placer leerte,yo leo bien tu idioma
BESOS
Marina