terça-feira, 15 de junho de 2010

Curta e grossa

Achei essa ilustração EXATAMENTE o cara da realidade dos meus alunos.
Crianças e jovens cheios de energia, de boa condição social,
de saúde, de material, de amigos, de boa alimentação,
de escola regular...enfim, cheios de TUDO mas,
com péssimo rendimento.
Não, e não são burros!
- talvez se realmente fossem, as coisas seriam mais confortantes -
são mesmo é preguiçosos!
Isso as vezes me tira do sério sabia?
Que é que esse povo tem na cabeça? Farinha?
Cadê a família, os pais (os responsáveis vá lá)
pra acompanhar esses alunos? Onde estão que não vêem isso?
Devem cobrar mesmo, impulsionar e incentivar ta entendendo?
Mas onde eles estão?
De que adianta uma educação dessa qualidade:
entra num ouvido e sai pelo outro?!
NADA!
As vezes até eu me acho uma inútil dando aula...
afinal, algum deles realmente entende o quanto fará diferença
nas suas vidas, o quanto é importante,
a aquisição desses conhecimentos básicos?
Uma coisa posso dizer que 80% realmente não tem: base familiar.
São crianças e jovens entregues literalmente "ao léu".
Colocam-nas nas escolas num sentido de as ocuparem pelo menos durante um turno.
A escola é no fundo, uma espécie de grande creche sabe?
Não existe acompanhamento, nem interesse dos pais
em compreender os filhos e tentar faze-los relmente bons alunos.
Bom, aí a gente passa um turno dizendo e orientando a eles determinada postura
e no outro eles não recebem nenhum estímulo a isso em casa.
Aí vocês acham que eles vão seguir que orientação?
A DE CASA é claro!
Escola não tem obrigação familiar, escola é escola.
É uma pena, uma pena mesmo que muitas famílias não percebam isso.
(VAI BRASILLLLLL!)
MARI
:/

4 comentários:

Sonhadora disse...

Infelizmente os pais pensam que os professores é que têm de dar a educação aos filhos.
Entendo perfeitamente o que dizes!
Beijocas

Thaís Brenner disse...

Mas é exatamente isso... as crianças não estão sendo ensinadas a pensar!!
Flor eu não pintei o carro do meu namorado, é tudo colado com durex e fita crepe :P

=*

Gostaires disse...

Ensinei meu filho; a professora sem tem razão, ela manda no colégio, o aluno tem que ouvir e responder somente se autorizado. Sabe o resultado? Não fui eu quem pintou os olhos da Thais B., ela ficou tanto tempo no espelho! Gostaires o alusionista

Mari Marques disse...

meninas adorei os omentários.
obrigada por tentarem me entender,
ensinar realmente, a cada dia que passa é mais desafiante!
adorei a presença!
:D