sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Desculpe, não quero príncipe na minha vida!

Qual o objetivo da sua vida?
O que é prioridade pra você?!
Um amor, um namorado, um homem carinhoso do seu lado?!
ÓTIMO, que bom pra você!
Você é do tipo que não sabe ir na esquina sem pensar que o "homem da sua vida"
pode estar em qualquer lugar, a qualquer momento te esperando?
Você é daquelas que não sabe fazer outra coisa na balada se não olhar
para os meninos, chegando a ficar triste se não tem "ninguém pegável"?!
Você é do tipo que não consegue pensar de seu verão, seu inverno e em todos
os demais acontecimentos do ano sem um namorado do lado?!
ÓTIMO, que bom pra você!
Agora, se essa não é, nem nunca foi, a prioridade da minha vida
ME RESPEITE, ORAS!
Sinto muito, mas não vivo minha vida em função de um provável amor,
ou de um provável namorado.
Vou à "balada" pra rir com as amigas, pra dançar, até pra dar uma paquerada
e tal, mas não tô nem aí pra "ficar" com alguém, ou me entristecer porque nenhum
menino me deu cantada e etc.
E não sou menos mulher, menos hetero ou tenho menos sentimentos por causa disso.
O que acontece é que tem umas meninas que viveram, desde sempre, sonhando
com um namorado, com um casamento e que não veem perspectiva em nada diferente disso.
"E o coração Mari?" ou "Mulher tu ainda está sem namorado?"
"Mas e aí, quando é que você vai abrir o coração?!"
" Como assim ainda sem namorado? Vai ficar pra titia heim?!"
E DAÍIIIIIIIIIIII? VÁ CUIDAR DA SUA VIDA!
(É o que no fundo eu tenho vontade de gritar na cara de algumas pessoas
"agradáveis" como estas - que por incrivél que pareça não são minhas tias
coviteiras, mas criaturas da minha idade, pode?!).
Ía até ser legal ter um namorado, mas nunca me preocupei
efetivamente com isso, a ponto de fazer deste um objetivo,
quase uma perseguição, ou uma lamentação eterna.
Ah pelo amor de Deus! Eu vivo minha vida comigo mesma,
e por enquanto tá bom demais assim.
Só peço que me respeitem, já que aceitar isso pra algumas pessoas
parece ser mesmo um tormento.
Sinto muito se você só consegue ser feliz se for dependente de alguém
seja lá em que sentido for, eu não sou assim, desculpe.
O pior é que eu não fico:
"Já trocou de namorado fulana?!"
"Já "ficasse" com três hoje, para com isso!"
"Que namoro longo, acaba!"
Não, eu fico quietinha na minha, não me meto nas escolhas de ninguém.
Mas é que eu devo incomodar mesmo os outros,
pois todo mundo sempre tem uma "ótima sugestão" para minha vida
(como se eu não gostasse das escolhas que faço! Ah, por favor,
quem deve saber o que é melhor pra mim, e se eu preciso
mudar alguma coisa sou eu mesma não?!).
Pronto, falei!
(obs: queria escrever esse post a muito tempo, mas nunca surgia oportunidade.
Agora enfim apareceu. É que no mundo transloucado de hoje, se você não tem mil namorados, não"fica" com todos, ou não é plurissexual - "pega homem, mulher, cachorro e papagaio" - você é ANORMAL é "diferente".
Então muito prazer, eis-me aqui, a Anormal, a Diferente.
Já havia dito em outros post´s e repito,:
sou mesmo careta, sou mesmo de outr época e provavelmente devo ser uma experiência
do passado enviada para o futuro. F* você e sua petulância na vida alheia!).
MARI
:D

3 comentários:

MariAne disse...

Mari! você vive a vida, e nao o que os outros querem que faça.

continue assim, beijos

Kalinne Arcoverde disse...

Essa é a Mari que eu conheço: leve, leve! Adoro... Vou dizer continue sempre assim: "Não estou dando nem vendendo
Como o ditado diz
O meu conselho é pra te ver feliz" ♫♪

BLOG DO PROFEX disse...

Mari, eu acho que a hora não chegou. Você vai desdizer tudo isso... Na verdade todos sonham com uma companhia sim. Algumas idealizam e procuram um príncipe. E se decepcionam, pois só onde tem monarquia eles existem e são poucos., rs rs. E eu sei que as princesas também. Viva sua vida assim, arranjando seu jardim.
Grande abraço!