quarta-feira, 16 de maio de 2012

O tempo não para



É verdade, tempo não para, e, é mesmo de longe, é o melhor remédio para tudo.
Estava eu ontem de noite com uma dificuldade imensa de dormir.
E ai neguinha, é um tal de rola pra cá, rola pra lá...
nas noites como estas, eu naturalmente correria e pegaria um livro pra lê.
Assim, adiantaria a leitura e de quebra traria o sono de volta em dois tempos.
Mas ontem não foi assim (primeiro porque todos os meus livros estão encaixotados
o que me deixa DO-EN-TE e segundo por que estava com um tre le le no olho).
Meu olho esquerdo estava bonzinho, mas o direito tava vermelhão e lacrimejava,
tadinho, sem parar. Deu dó do coitadinho. "O que é que tanto lhe afligia?" - eu pensei.
Aí conclui - pra você vê o que a falta de sono não faz, rs - que até com os nossos
olhos a gente pode aprender não né?
Acho que eles representam direitinho nossos "direitos" como pessoa sabe?
É muita viagem mas vejam só: devemos ser como os meus olhos estavam ontem,
é preciso deixar a lágrima cair e ficar vermelho de xorôrô - no caso dele
começou por que bati uma ponta do lençol mesmo, rs - mas, não se pode
deixar de, ao mesmo tempo, acreditar que a vida sempre segue e devemos encara-la
sempre firmes, fortes e com os olhos bem abertos, dando sempre nosso melhor - por
mais feridos que estejamos.
Diga ae? Noite mal dormida = filosofia pior do que boleia de caminhão, rs.
Mas o melhor, foi ( além de acordar com o olho mais clarinho e bem resolvido do que nunca)
logo cedo me deparar com essa imagem (a que postei aqui)
"pronto, é exatamente o que eu queria dizer!" - eu pensei.
Todo mundo tem o direito de chorar e ficar triste, mas não deve nunca fazer disso -
por causa nenhuma - a única coisa do seu dia.
O tempo não para e como os escoteiros, é preciso estarmos sempre alerta, mesmo tristes.
Afinal, quem fecha os olhos, deixa de ver os próximos passos, as cenas dos próximos capítulos
(que vamos combinar, são sempre as melhores né?!rs)
Então, ficamos combinados: se é pra lacrimejar e fechar os olhos, fecha só um. Porque o outro
tem que seguir de olho no caminho, enquanto o primeiro vai se recuperando. Blz?!
Snif, snif.
MARI
:?)

3 comentários:

Kalinne Arcoverde disse...

Ain, amiga! Seu blog tá lindo, confesso que nunca mais tinha passado aqui por falta de tempo... Mas vou sempre passar!
Eu penso como você é preciso se desconstruir para construir. Um novo dia é muito bom pra isso... Beijos

Mari Marques disse...

Kalinne amorrrrrrrrrrre, que coisa mais linda ve-la por aqui! Gracias pelo carinho de sempre!:D

Sendo Singular disse...

Mariii, como sempre suas palavras sábias!
Devemos abrir cada olho com o seu exato tempo, nem sempre eles estão preparados pra ver a mediocridade do Ser Humano.
Agoora, vamos cuidar do seu olho, porque pra esse mal os médicos já descobriram a cura = CUIDADO COM CONJUNTIVITE KKKKK
Bjooos tenho um enorme carinho por ti *-*